top of page
Buscar

Mina do surf pela alegria e o prazer feminino

Matéria pela colunista Marcely Magalhães


Triste, louca , má ou bruxa? Que impressão foi essa que  o mudo criou de nós - mulheres livres -  ? Quais impressões você concluiu de si mesma para seguir o que realmente deseja baseada na memória coletiva de uma sociedade que desvaloriza mulheres?

Por outro lado, a referência clara das mulheres da nossa casa, as nossas inspirações de amor, cuidados, bondade e coragem. Na maioria dos casos ,  mulheres que carregam histórias solitárias , sobrecarregadas, que sofriam em  silêncio , da falta de expressão dos pontos de vista , solitárias diante as responsabilidades da rotina e da maternidade. Mas que ainda assim permaneceram no amor. Quantos homens aguentariam calados tamanhas injustiças?




Começo o texto com essas fortes reflexões para lembrar que estamos aqui única e exclusivamente pelas mulheres , pela liberdade e prazer feminino. Para fazer história, honrar que veio antes e fortalecer as que caminham junto.

Em 1975, a Organização das Nações Unidas oficializou o 8 de março como o Dia Internacional da Mulher, em homenagem aos protestos que, desde 1911, ganharam o mundo por mulheres que reivindicavam melhores condições de trabalho e igualdade de direitos. No entanto, por que mais de 110 anos depois, ainda há grupos que lutam por pautas tão parecidas?

Feminismo é para todos: 'Não é só respeitar o diferente, é querer que ele exista enquanto diferente'. Não é para excluir os homens do contexto social e nem das nossas vidas e sim para afirmar IGUALDADE perante os direitos, responsabilidades e liberdades.

No Dia Internacional da Mulher,é importante explicar por que a luta pela igualdade de gênero ainda é importante para pautas como o combate à violência e à disparidade no mercado de trabalho. Além da remuneração de mulheres abaixo da de homens e a baixa ocupação de cargos de poder de profissionais do sexo feminino. Todos esses desafios são comprovados por pesquisas e estatísticas confiáveis.

 

Além de todos esses, é importante lembrar que:




Se a gente olhar todos os dados de segurança pública ou do Dossiê Mulher, vemos que as mulheres morrem porque são mulheres, que são assediadas ou têm uma qualidade de vida mais precária porque são mulheres”.

 

 

Somos tantas já libertas , felizes e desfrutando do prazer de viver as próprias escolhas, o que é motivo de alegria sim e muita. Mas ainda há muito o que continuar e libertar.

 

 

O surf é uma porta de entrada para viver a liberdade pulsante de cada mulher. A regra de ouro para entrar no mar é a ativação do estado de alegria , para que cada uma consiga se divertir lá dentro.

O yoga é a ferramenta que te pega no colo e te lembra o quanto você é especial, potente, capaz e merecedora.

O nosso projeto é uma afirmação diária da felicidade e prazer feminino. Tudo no Mina do surf é pensado para acolher, fortalecer e impulsionar o melhor de cada uma que já passou, permanece e chegará por aqui. Muito obrigada a cada uma que faz parte de tudo isso.

Vem ser feliz e celebrar esse dia tão importante pra nós no aulão deste final de semana. Agora tu corre, que em cima da hora, sabes que as vagas ficam limitadas né?

Lembrete: Temos um grupo - que chamo de rede de apoio - onde combinamos carona e todos os detalhes do nosso café da manhã.

Clica aqui e vem!

 

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page